Seguidores no Instagram, Spotify, Youtube e Facebook são métricas da vaidade
22 out 2018
Compartilhar

Seguidores no Instagram, Spotify, Youtube e Facebook são métricas da vaidade

1370 Views

Pois é… eu não queria que sua preciosa visita que vem de uma busca no Google em busca de seguidores no Spotify caísse aqui e ficasse frustrada com o título do post mas, a verdade é uma só: a únicas maneiras de se ter muitos seguidores nas plataformas é com muito trabalho e muita sorte.

Muito trabalho porque conteúdo de qualidade feito ao longo do tempo com persistência e regularidade vai te trazer seguidores, visitas, clientes, tudo. Isso se chama marketing de conteúdo e envolve muita técnica, paciência e óbvio, trabalho.

Além da construção do bom conteúdo ainda há os ajustes de SEO (otimização para buscas) que podem ser feitos. É o que provavelmente te trouxe aqui. Nós fazemos isso.

Outro caminho é sorte. Sorte como sabemos é um acaso, algo que faz com que seu rumo mude. Ser divulgado por um grande influenciador, ter seu nome em matérias de veículos importantes (cross mídia), tudo o que faça com que você se torne referência. Como se vê, até a sorte depende de um bom trabalho.

Pagar por seguidores no Instagram, Spotify, etc

Pois bem, entramos no assunto que interessa a muita gente; pagar por seguidores no Spotify, no Youtube, no Facebook, etc.

Todo artista quer ser visto com importância e na maioria esmagadora das vezes essa “relevância” é fabricada. Hoje em dia compra-se números para quase tudo, seguidores, curtidas, views de Youtube, audiência de playlists, etc.

É óbvio que existem também as construções orgânicas de audiências, onde o artista consegue tudo com o tempo, sorte e trabalho mas, não se iludam, existe muita audiência fabricada.

Mire nos artistas que pagam para que suas músicas toquem nas rádios e cheguem a milhares de pessoas, o famoso jabá, tão combatido quanto eficaz. É a mesma coisa. O único porém é que no ambiente digital o resultado é mais imprevisível. É muito fácil detectar um seguidor fake e muito difícil reconhecer um seguidor orgânico – estes que vem espontaneamente e tem valor como consumidor.

No geral é a “métrica da vaidade“, quanto mais seguidores, likes e views um artista tem, mais importância ele desperta em quem chega através de um conteúdo orgânico.

O próprio Spotify não ajuda muito, pois seu algorítmo também trata como mais relevante quem tem mais seguidores e o aproxima de artistas mais procurados ao ranquear os artistas relacionados.

Como pagar por seguidores no instagram, likes no face e views de Youtube?

As empresas que fazem isso no Brasil são raras. A tarefa demanda um tratamento em massa de dados e tecnologias que são raras por aqui. As agências que o fazem normalmente contratam de provedores fora do país.

Não há uma legislação vigente clara sobre o assunto e os mecanismos que poderiam coibir as ações são bem contornáveis.

Sem mais delongas, pode-se fazer através de agências pagando um fee por isso. Os mais experimentados em internet podem sair à caça e encontrar alguns desses serviços e a pergunta clássica é se vale a pena.
– Vale a pena? Essa resposta não temos. Pergunte aos cantores sertanejos que compram isso aos milhões para influenciar suas plateias.

Apenas nos limitar a dizer que a arte não aceita desaforo, em pouco tempo percebe-se que só números não acrescenta nada ao artista. Conhecimento e discernimento, sim.

À propósito, me segue lá no Spotify! rsrsrsrs paga esse clique!
https://open.spotify.com/artist/1rMkJWYedOy1Lqfmtx8kfz?si=67k0WLeaTUSp2wqgBcgALQ

Leave Your Comment