COMO A ESCOLHA DE HOSPEDAGEM NA WEB AFETA A ESTRATÉGIA DE MARKETING E OS RANKINGS DOS MECANISMOS DE BUSCA?
10 ago 2020
Compartilhar

COMO A ESCOLHA DE HOSPEDAGEM NA WEB AFETA A ESTRATÉGIA DE MARKETING E OS RANKINGS DOS MECANISMOS DE BUSCA?

A escolha da hospedagem é uma das primeiras coisas que as pessoas ficam intrigadas ao lançar um site. Nesta fase, muitos pensam que o trabalho de SEO ativo  ainda está longe de começar. Más, é apropriado pensar na otimização de mecanismos de busca logo no princípio, pois o fator hospedagem está diretamente relacionado ao SEO. Hospedando seu site em um servidor duvidoso, você privará seu projeto de vantagens importantes desde o início e, em casos especialmente difíceis, porá um fim precoce à promoção efetiva do seu site.

Hospedagem: é um serviço no qual você aloca um  espaço físico em um servidor com acesso à Internet, todos os dados e informações do seu site serão colocados lá. Ou seja, o serviço consiste em fornecer uma “casa” para o seu site, na qual todos os arquivos serão “mantidos”. 

TIPOS DE HOSPEDAGEM

Todos os sites diferem em tamanho de arquivos e  cargas de tráfego . É óbvio que diferentes recursos precisam de servidores com suas próprias capacidades de hardware e software. Portanto, existem vários formatos de hospedagem. Os mais populares são :

Hospedagem compartilhada:  O formato mais simples e barato para colocar um site. O provedor divide um servidor físico em várias partes e aloca cada uma das partes para uso dos assinantes. É como viver em um dormitório, onde você pode escolher uma sala do tamanho necessário (espaço em disco), mas todo o resto terá que ser compartilhado com os vizinhos (recursos do processador, RAM, tráfego). 

Todas as tarefas de administração do servidor são resolvidas pelo hoster (provedor de hospedagem). Todo mundo compartilha endereços IP: às vezes isso aumenta certos riscos para o SEO, sobre os quais falaremos mais adiante.

Servidor virtual (VPS / VDS):  Um tipo de hospedagem na qual várias máquinas virtuais são criadas em um servidor físico. Com a ajuda de programas especiais, um servidor dedicado é emulado para cada assinante. Os usuários são completamente isolados um do outro: se um vizinho consumir muitos recursos, isso não afetará o trabalho de outros sites de forma alguma. Além disso, cada assinante pode administrar seu próprio servidor virtual: instalar o software, scripts e configurar a hospedagem necessária para o projeto. 

Colocando um site em um VPS / VDS, cada assinante recebe seu próprio endereço IP. A parte funcional dessa hospedagem é semelhante a um servidor dedicado completo, mas custa significativamente menos.

Servidor dedicado :  É a opção de hospedagem mais poderosa. É uma máquina física separada em um rack de data center que está completamente à disposição do cliente. O formato não implica vizinhos. Mesmo o provedor não tem acesso ao servidor. O provedor de hospedagem  é responsável apenas pelo bom funcionamento do equipamento. Esse formato de hospedagem é usado por  sites com muitos recursos, com grandes bancos de dados e milhares de tráfego.

Será que devo descartar a hospedagem compartilhada no princípio do meu projeto ? 

É fácil adivinhar que a maioria dos riscos de SEO está associada à colocação do site em hospedagem compartilhada. Isso significa que você precisa abandonar inicialmente essa ideia? Achamos que não. Hospedagem compartilhada é o formato ideal para começar. Permite racionalizar seu orçamento e usar o dinheiro economizado para resolver questões importantes de otimização inicial – compra de conteúdo, links, auditoria de sites etc.

Depois de algum tempo, quando você começar a sentir limitações na hospedagem compartilhada, você sempre pode mudar para um formato de hospedagem mais avançado, com uma quantidade ampliada de recursos e possibilidade de administração. Geralmente, é recomendável fazer isso quando o tráfego do seu  site exceder 2-3 mil visitantes por dia. 

Quais parâmetros da hospedagem podem afetar o SEO ? 

O fator hospedagem não só afeta diretamente o desempenho do site, mas também afeta indiretamente  na promoção do mesmo 

No primeiro caso, é tudo claro:  Se o servidor falhar, o seu site fica imediatamente inacessível. Quanto aos fatores que afetam a promoção, tudo é mais complicado aqui. Externamente, o site pode funcionar bem, mas problemas não óbvios por parte do hoster afetarão a atitude dos motores de  de busca   em relação ao recurso e, como resultado, criarão dificuldades para sua promoção. 

Para se proteger de tais cenários, recomendamos que você preste atenção aos critérios básicos de seleção de uma hospedagem de qualidade.

 

  • Tempo de atividade

 

O tempo de atividade é um indicador que reflete o tempo de atividade médio do servidor sem interrupções, ou seja, disponibilidade do seu site. Por exemplo, na hospedagem com um tempo de atividade de 99%, o site ficará indisponível em média 14,4 minutos por dia. Obviamente, esse fator afeta o ranking. Um site não funcional desilude os usuários, mas, mais significativamente, cria problemas para indexação. A impossibilidade de os robôs de busca contornarem o site leva ao fato de que páginas importantes podem não ser incluídas no índice por um longo período de tempo ou até mesmo sair dele. Portanto, um tempo de atividade alto é a primeira coisa a prestar atenção. Um bom indicador é considerado pelo menos 99,8% de tempo de atividade. Esses números significam que, em média, seu site ficará indisponível por menos de 3 minutos por dia. A melhor opção quando a operação ininterrupta do equipamento é mantida em um nível de pelo menos 99,98%.

Como verificar seu Uptime de hospedagem  ? 

Por razões óbvias, cada provedor de hospedagem  declarará o maior tempo de atividade de sua infraestrutura de servidor. Esses números podem estar longe da verdade, por isso é importante rastrear o Uptime. Isso pode ser feito usando serviços de monitoramento on-line (Host-tracker, Ping-Admin, etc.) 

 

  •  Velocidade de carregamento

 

O fato de a velocidade de carregamento de um site ser um fator de classificação significativo hoje não levanta dúvidas para ninguém. As páginas de carregamento rápido aprimoram os fatores comportamentais: reduzem quedas e aumentam a profundidade de visualizações. Algoritmos de pesquisa são mais fiéis a sites rápidos, o que se reflete em altas posições nos resultados da pesquisa.

A velocidade de carregamento das páginas depende de dois fatores: otimização interna (isso é feito pelo proprietário do site) e as especificidades do lado do servidor (isso é de responsabilidade do provedor de hospedagem). 

Se o site implementou recomendações básicas para acelerar a velocidade de carregamento, mas seus indicadores ainda não atingem parâmetros aceitáveis, esse é um motivo para pensar se o provedor de hospedagem  está limitando suas capacidades.

O navegador carrega páginas em vários estágios, e a velocidade pode cair em qualquer um deles. Graças às muitas métricas disponíveis, você pode entender melhor por que o site está ficando mais lento. O status de hospedagem é indicado pelo resumo do Tempo de Resposta do Servidor. Um bom indicador é uma resposta que não excede 200 ms.

 

  •  Segurança e confiabilidade da infraestrutura

 

 

Essas são duas características mais importantes que afetam o SEO. A confiabilidade da hospedagem deve ser avaliada não por garantias vazias do provedor, mas por métricas bastante objetivas. 

Primeiro, é o uso de software moderno e sua atualização constante, que exclui a possibilidade de vulnerabilidades que podem ser exploradas por pessoas que desejam fazer mal. O segundo ponto importante é a verificação regular de servidores com antivírus. O terceiro é o fator dos vizinhos.

A confiabilidade geral da infraestrutura do servidor é classificada de acordo com o padrão de Camada. Todos os datacenters são divididos em quatro categorias – Nível I, Nível II, Nível III e Nível IV. Recomendamos escolher data centers certificados com pelo menos a categoria III.  Serviços considerados confiáveis você encontra aqui. Além da alta confiabilidade da infraestrutura, do hardware e do software usado, eles fornecem a duplicação de equipamentos ativos. Graças a esse esquema, os sites de assinantes permanecem acessíveis, independentemente da situação: planejada prevenção ou força maior.

  •  Localização do servidor

 

Ao escolher uma hospedagem, o fator geográfico desempenha um papel importante. Quanto mais distante os servidores estiverem dos usuários, mais tempo os dados terão que viajar. Tudo isso se reflete na velocidade de carregamento da página (lembre-se, um fator importante na classificação da pesquisa). 

Se seu site é direcionado a um público local, não é aconselhável hospedar seu projeto em um data center no exterior. Os servidores devem estar o mais próximo possível do público-alvo principal do seu site.

A alteração de IP afeta o desempenho de SEO?

Com muita frequência ouvimos que migrar um site para uma nova hospedagem e alterar o endereço IP, implica na perda de posições nos resultados de pesquisa. Isso parece mais um mito. Pela nossa experiência considerável, podemos julgar que, se o projeto for transferido corretamente, nada acontecerá a ele. 

Mas, para migrar seu site para um novo servidor, é sempre melhor confiar no suporte técnico de um provedor de hospedagem. 

 

Leave Your Comment