Sua empresa precisa de marketing digital?
17 nov 2020
Compartilhar

Sua empresa precisa de marketing digital?

308 Views

Recentemente tivemos um case de sucesso  em marketing digital para nossa surpresa, no entanto, o cliente cancelou o job alegando que não deu certo.

Isso coube uma reavaliação nossa, o que não teria dado certo na visão deles?

Esta é a razão deste post. Sua empresa sabe para quê serve o marketing digital?

Partamos do princípio, responder questões que a chave da compreensão: a empresa em questão estava misturando as áreas. Demitia o marketing corporativo porque não fazia o papel da publicidade. Demitia a publicidade porque não entendia de marketing digital. Retirou o marketing digital porque queria imprensa. Tem gente que confunde. Vamos iluminar a história?

Marketing digital é marketing corporativo?

Não! Decisões sobre o posicionamento que interfere no comercial da empresa tem que partir do corporativo, diretoria, dono, sócios… O Marketing Digital é a ciência do alcance, audiência, consideração da marca e não pode ser confundido com marketing corporativo. Ele é somente uma parte das estratégias de marketing corporativo.

Marketing digital é publicidade?

Não, embora pareça e em muitos casos sirva como uma braço publicitário, atribuir a criação publicitária ao marketing digital é mais grave do que confundi-lo com marketing corporativo. A publicidade cria gatilhos de comunicação verbal e visual, o marketing digital dá alcance a isso nos canais digitais.

É muito comum tratarem o marketing digital como serviço que é uma parte da publicidade, só que a criação publicitária requer outros talentos e é bem mais cara. Já o marketing digital requer raciocínio lógico. Um tanto distante da publicidade.

Marketing digital é assessoria de imprensa?

De jeito algum. A assessoria de imprensa cuida do relacionamento com canais de mídia ganha. Sugere-se a pauta e o veículo opta ou não por publicar em veículos impressos ou portais. Onde os dois se misturam? Quando a equipe de marketing digital trabalha em conjunto com a publicidade em estratégias de criação de backlinks como as ferramentas de disparo automático de press release ou guest post.

A assessora de imprensa pode trabalhar bem em conjunto com o digital, caso ela faça bem o raciocínio de marketing de conteúdo e tenha noções de SEO ( otimização para buscas).

Em resumo é bom ficar claro que o marketing digital dá suporte a todas essas áreas, mas não pode ser cobrado por todas essas funções. Embora essa confusão ocorra mais comumente em empresas de pequeno e médio portes, não é incomum nas empresas grandes a publicidade ou o marketing corporativo buscar ditar as regras do marketing digital. Não funciona, é a simbiose entre as áreas que vai trazer os melhores resultados.

O marketing digital deve ter independência suficiente para propor as melhores técnicas para:

  • Desenvolvimento de site profissional e eficaz
  • Estratégia de posicionamento do site nas buscas
  • Otimização de canais nativos como o Google Meu Negócio
  • Proposição de canais alternativos como Pinterest, TripAdvisor, TikTok, dentre muitos
  • Filtros para anúncios ou turbinar publicações do Instagram, Linkedin, Twitter, Facebook
  • Responde integralmente pela melhor estratégia em Google Ads, como Youtube ou Google Shopping
  • Adaptar a linguagem visual para as redes sociais. Raramente uma peça publicitária tem bom desempenho nas redes sociais, a menos que tenha sido desenvolvida especificamente para estas.
  • Usar ou não estratégia de influencers

Resumindo, todo mundo falando em Digital! Só que cada profissional razoavelmente experiente espalha seu pacote de técnicas e as considera infalíveis.

Não existe vacina para o vírus que ataca o bom senso.

Existem tantas variáveis na hora de implementar uma estratégia digital em conjunto com a visão mais ortodoxa de marketing que é praticamente impossível ficar fazendo previsões.

O mundo das fórmulas não opera bem sem o bom e velho bom senso, nem as empresas.

Leave Your Comment